sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Roberto e Erasmo Carlos processam Tiririca por paródia em propaganda

No final do mês de agosto, a gravadora Sony vetou a propaganda eleitoral do deputado federal Tiririca (PR-SP), candidato á reeleição, que usou uma paródia da música “O Portão“, composta pela dupla Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Segundo a gravadora, o político usou a canção de forma desautorizada.

Nesta semana, Roberto e Erasmo decidiram processar o candidato por questões de direitos autorais, uso indevido de imagem e danos morais.

Em sua letra letra original, a música carrega o verso “Eu voltei, agora pra ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar”. Na propaganda, a letra foi alterada para “Eu votei, de novo eu vou votar. Tiririca, Brasília é o seu lugar”. O deputado também aparece caracterizado de Roberto Carlos e repete a expressão “bicho”, usada com muita frequência pelo Rei.

Tiririca ainda aparece com um prato de carne na mesa, referência clara à propaganda da marca de carnes “Friboi”, que recentemente foi estrelada por Roberto.

Segundo José Diamantino, advogado da Sony Music, a petição inicial está sendo formulada por ele em conjunto com representantes dos dois compositores. Será pedida indenização por uso da imagem e pelo uso desautorizado canção, além de indenização por danos morais em razão da conotação com que a música foi usada, com finalidade eleitoral.

O valor da indenização não será sugerido pela parte reclamante – os autores pedirão que o juiz determine a quantia que considerar adequada, caso Tiririca seja condenado. A ação deve ser proposta até o final desta semana, segundo o advogado.

Tiririca ainda não comentou o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário